fbpx

Aromaterapia é tão antiga quanto as civilizações que já viveram na Terra, pois Deus fez primeiro a natureza e depois veio o homem para aprender como usá-la.

Aromaterapia é um nome moderno criado após um acidente de laboratório na França, pelo químico francês Renê Maurice Gattefossé. Ele sofreu queimaduras e se curou delas realizando banhos de lavanda nas áreas atingidas e, posteriormente, o óleo extraído das flores de lavanda que deveriam ser usado na perfumaria. Ele já tinha conhecimento das propriedades químicas da planta e suas propriedades terapêuticas tanto físicas quanto psíquicas.

Mas antes de Gatefossé nomear esse tratamento, já se tinha conhecimento do uso da prensagem de ervas, resinas, flores, etc. na composição dos tratamentos egípcios, na medicina ayurveda dos indianos e na medicina chinesa. Um sistema herbário de cura que considera essencial a manutenção da boa saúde, uma conduta correta de vida. Assim se pratica uma medicina milenar no oriente e hoje distribuída para outros países.

A orientação das medicinas orientais, assim como para aromaterapia nos dias de hoje, é uma filosofia embasada em preceitos de saúde, como prática constante de exercícios físicos, resgate do equilíbrio interior através de meditações, visualizações e técnicas de relaxamento, como aromanidra (yoganidra+aromaterapia); alimentação apropriada e direcionamento correto dos pensamentos.

A aromaterapia é tão antiga quanto as civilizações que já viveram na Terra, pois Deus fez primeiro a natureza e depois veio o homem para aprender como usa-la. As plantas tem sistemas de proteção que só agora nos últimos séculos aprendemos a utilizar de forma mais eficiente, aproveitando o uso da destilação, retirando a parte mais rica e aproveitando sua parte vibratória (energia).

“A Aromaterapia é uma opção de vida que nos ajuda a sentir bem fisicamente, mentalmente e emocionalmente. Seus meios para restaurar o equilíbrio do corpo e do espírito estão fundamentados nos preceitos de saúde e no poder das plantas e seus óleos essenciais.” 

(Adão Roberto da Silva – O que se entende por aromaterpia – Editora Roca – 1998)

Aqui na Flor de Louro seguimos pela aromaterapia francesa, um tratamento cuidadoso, onde se busca induzir ao relaxamento, aumentar a energia, reduzir o efeito do estresse e restaurar o equilíbrio perdido do corpo, da mente e da alma. É um trabalho holístico a favor das forças da natureza, aliviando a maioria dos sintomas.

Uma forma muito eficiente da aromaterapia é unir os óleos essenciais com a massagem, como fazemos aqui na reflexoterapia e aurículoterapia, com resultados excelentes.

Aromaterapia é a prática terapêutica que utiliza óleos essenciais 100% naturais, puros e completos, com suas propriedades específicas, de origem botânica conhecida e composição química completa, de acordo com o método de extração para sua produção.

Aromaterapia está dividida em três práticas diferentes: clínica, holística e estética.

Aromaterapia Clínica

Analisa os sintomas físicos que o cliente apresenta. Feita a avaliação, escolhe-se os óleos essenciais que serão usados, e a forma que será aplicada: via oral (praticada por médicos) ou via cutânea (pele e inalação, praticada por aromaterapeutas, enfermeiros, terapeutas, e médicos).

Aromaterapia Holística

Holístico que dizer que se trabalha para integrar corpo, mente e espírito. Indicada a aromaterapia pronta como: relaxante, energizante, revigorante, afrodisíaca, digestiva, antiestresse. Geralmente usada em consultórios como sinergias prontas de fornecedores mais conhecidos no mercado ou preparada pelo próprio terapeuta especificamente para aquele cliente no atendimento, como em aulas de yoga, meditação, regressão, e outras.

Aromaterapia Estética

Óleos essenciais usados na perfumaria e na cosmética natural como hidratantes, cremes para pés, mãos, rosto, cabelos, com o intuito não só de melhorar questões da regeneração da pele, mas melhorar o aspecto de rugas, estrias, marcas de queimaduras e alívio de queimação por excesso de sol, etc.

Saiba os conceitos de Aromacologia e Aromatologia:

Aromacologia – terminologia criada e patenteada em 1982, como “Olfactory Reserch Fund” e a partir de 2001 passou a se chamar “The Sense of Smell Institut”. A ciência tem por objetivo amparar a inter-relação de pesquisa entre as áreas dos aromas e seis efeitos psicofisiológicos. Deste modo, correlacionam-se as áreas da ciência: farmacologia, psicologia, bioquímica, neurofisiologia, cosmetologia, neurologia, etc. A aromacologia estuda os efeitos dos aromas no organismo humano, não distinguindo os óleos puros das fragrâncias sintéticas.

Aromatologia – tem-se o registro deste termo desde 1950, quando se observou a eficácia dos óleos essenciais mesclados ao carreador. Atualmente, ele indica a fundamentação científica da ação terapêutica dos óleos essenciais.

“O despertar do autoconhecimento através da prática dos preceitos de saúde da aromaterapia acontecem de forma sutil, árdua, contundente e demanda tempo, mas vale cada minuto de aprendizado.”

Aqui na Flor de Louro atendemos com Aromaterapia, Psicoaromaterapia, com as demais terapias integrativas de aurículo e reflexoterapia, atendimentos que se complementam de forma holística.

Tem interesse? Preencha o formulário

Conheça nossa loja e saiba mais sobre os benefícios da aromaterapia

Enviar mensagem
Dúvidas?